3 de mar de 2015

DIRETO AO PONTO

Celso Arnaldo e a assombrosa decolagem da presidente na galáxia à beira-mar.


O que foi publicado na internet neste domingo bastou para que se consumasse, em regime de urgência urgentíssima, mais uma internação de Dilma Rousseff no Sanatório Geral. Pois a incursão retórica pelo espaço sideral que transformou o Rio em galáxia e também capital de galáxia, além de promover Eduardo Paes a prefeito de uma maravilha cósmica que fica fora da Via Láctea mas está onde sempre esteve desde a fundação, foi ainda mais delirante do que parecia.
Sempre atento, o jornalista Celso Arnaldo Araújo foi buscar na fonte o que os textos maquiados por jornalistas escondeu. Leiam o recado enviado à coluna pelo único especialista em dilmês do Universo:
O dilmês exige transcrição fiel – pois só assim será dilmês legítimo. Qualquer tentativa de ordenar pensamento tão primitivo, a bem da compreensão lógica, tirará do dilmês o que ele tem de único — um idioleto falado por um único indivíduo. No caso, uma indivídua. Dito isto, consultada a transcrição feita pelo Portal do Planalto e conferido o áudio do discurso, eis a versão original dessa passagem do outro mundo:
“O Eduardo eu sei que ele é um homem feliz, um homem realizado, porque ele disse para mim que ele é o único prefeito do Rio de Janeiro do mundo e isso o torna uma pessoa especial. Ele tem alegria 24 horas por dia, 365 dias no ano de sê o prefeito da mais bonita, da mais fantástica cidade. Ele disse… e eu cheguei à conclusão que ele é o melhor prefeito das galáxias e não é da via láctea. É de uma galáxia chamada Rio de Janeiro, uma galáxia especial”.
Melhorou? Piorou? Não sei. Só sei que é Dilma.
Arremato de primeira o cruzamento impecável do Celso Arnaldo: a cabeça da presidente é um nada capaz de tudo.


ELEITO O HOMEM SEM VISÃO.

Bendine conquista o título de fevereiro e dedica o troféu a uma amiga misteriosa.


HSV fevereiro
“Dedico o troféu a uma amiga muito querida, cujo nome prefiro manter guardado na gaveta que abriga as coisas do coração”, emocionou-se a alma de poeta de Aldemir Bendine ao saber oficialmente da conquista do título de Homem sem Visão de Fevereiro. “Sou eternamente grato ao presidente Lula, que descobriu o que eu seria capaz de fazer no Banco do Brasil, e à presidenta Dilma, que sabe o que serei capaz de fazer na Petrobras do Petrolão”.

O sucessor de Graça Foster estreou com pinta de campeão ao enxergar em Valdirene Aparecida Marchiori a cliente dos sonhos de todo banqueiro. E cresceu na campanha ao reiterar que não viu Val Marchiori sentada na poltrona ao lado no jatinho que o levou para uma missão oficial em Buenos Aires. “Hello!!!”, vibrou a empresária-socialite com o triunfo do parceiro. “O Al merece até mais que isso. Já combinamos um encontro casual no Ritz de Londres, patrocinado pela Petrobras, para planejar a campanha para o HSV do Ano”.
Com 2.990 votos (33% do total de 9.114), Aldemir Bendine estabeleceu uma vantagem de quase 10% sobre Neguinho da Beija-Flor (2.166 votos). “Ele ficou decepcionado com a medalha de prata”, confidenciou um passista da escola que venceu na Sapucaí por transformar em paraíso democrático uma ditadura de dar inveja a um Fidel Castro. “Mas já estamos prontos para fazer bonito na Sapucaí em 2016″, afirmou a fonte. “Só falta decidir se o tema do enredo será a liberdade no Estado Islâmico ou a canonização do Osama bin Laden”.
A medalha de bronze ficou com Aloizio Mercadante (1.611), seguido por Rui Falcão (1.502). João Pedro Stédile (852) amargou um humilhante último lugar. “Quando soube da lanterninha, o chefe começou a gritar dizendo que ia invadir a sede do HSV com o exército que o Lula convocou”, revelou um militante do MST que no momento estuda a diferença entre um pé de alface e uma mangueira. “Desistiu porque até ele pegou no sono no meio da discurseira”.
Foi uma eleição de tirar o fôlego, leitores-eleitores! Mais uma admirável  demonstração de civismo e discernimento! A disputa pelo troféu de março já começou! Mande um comentário com o nome do seu candidato! Que vença o pior!

BRASIL

Revolta do PT com ajuste fiscal surpreende Planalto

Insatisfação com medidas, revelada por enquete do GLOBO, leva governo a adiar reunião de Levy com o partido 

Ajuste divide ministros, e equipe econômica estuda alternativas

Entre elas, está a tributação de heranças e de remessas de lucros e dividendos para o exterior
O vice-presidente Michel Temer conversa com jornalistas após deixar o Palácio da Alvorada onde participou de jantar com ministros e parlamentares do PMDB com a presidente Dilma Rousseff Foto: André Coelho / Agência O Globo

Temer diz que reuniões de Dilma com aliados serão semanais

Vice-presidente considerou ‘satisfeito’ o resultado do encontro entre PMDB e governo na noite desta segunda-feira

Ministro Pepe Vargas passa por manifestantes na chegada ao Alvorada
Foto: André Coelho / Agência O Globo

Renan boicota jantar de Dilma com PMDB para tratar do ajuste

Em nota, presidente do Senado diz que sua condição ‘está acima de questões partidárias’

DIÁRIO DO PODER - CLAUDIO HUMBERTO


Um “achado” da Polícia Federal no escritório do doleiro Alberto Youssef intriga a força-tarefa da Lava Jato: o contrato social da empresa de consultoria Instituto Tebar, do deputado estadual Luiz Fernando (PT-SP). Ele é irmão de Luiz Tarcísio Teixeira Ferreira, sócio de Sergio Renault, o advogado da empreiteira UTC que manteve controvertido encontro extra-agenda com o ministro José Eduardo Cardozo (Justiça).

Chama-se Tojal, Teixeira Ferreira, Serrano & Renault o escritório no qual são sócios Luiz Tarcísio Teixeira Ferreira e Sérgio Renault.

Por outra “intrigante coincidência”, como dizem na Lava Jato, o ministro José Eduardo Cardozo integra o “corpo técnico” do tal Instituto Tebar.

O ministro da Justiça esclareceu que deu aulas em cursos do Instituto Tebar, mas isso, segundo ele, ocorreu entre os anos de 1993 e 1995.

O deputado estadual petista Luiz Fernando é irmão também do ex-líder do PT na Câmara, deputado federal Paulo Teixeira (SP).


De olho na fatia milionária do fundo partidário, abastecido por dinheiro do contribuinte, políticos articulam criação de pelo menos oito novos partidos este ano. Dirigentes do PRB, PEN, PR e PSD mobilizam suas lideranças para organizarem a coleta de assinaturas nos Estados. Só o mensaleiro e ex-presidiário Valdemar Costa Neto pretende criar duas siglas: Muda Brasil (MB) e Partido da Mobilização Popular (PMP).
Caciques partidários se espelham em Gilberto Kassab, que virou gente grande após criar o PSD, e agora recria também o Partido Liberal (PL).Rica boquinha
Aspone para assuntos internacionais aleatórios do Planalto, Marco Aurélio Top-Top Garcia ganhou uma rica boquinha: é membro do conselho de administração na estatal Eletronuclear.

Impressiona a ousadia das empreiteiras que roubaram a Petrobras. Mostram poder, fazendo o governo patrocinar um “acordo de leniência” vergonhoso, poupando-as (e aos seus donos) de maiores punições. E ainda querem R$ 31,1 bilhões em financiamentos do BNDES.

O PMDB foi ao jantar no Palácio Alvorada, ontem, como definiu um dos seus líderes no Congresso, ciente de que “Dilma finge que mudou e nós fingimos que acreditamos nisso”. Ou seja, tudo na mesma.

Ninguém merece mais homenagens da indústria farmacêutica do que Rodrigo Janot, em razão do consumo industrial de tranquilizantes provocado por sua lista.





2 de mar de 2015

VEREDAS DO VEREZA

Aécio, há derrotas que nos enobrecem. Como você citou ao final do debate, o bom combate foi por você travado. O Espelho de Alice só pode ser transposto por seres de corações puros. Sabemos das fraudes, das manipulações, das nefastas bolsas que humilham os "beneficiados" Tenho o choro contido. Mas não derramarei uma lágrima, por sabê-lo o verdadeiro vencedor nesta pobre Pátria tão mal amada. Prefiro a sagrada indignação, como a do Cristo expulsando os vendilhões do Templo. Mais que um mar de lama, o país escoa entre detritos morais dos maiores corruptos em toda a nossa precária história. A alma pátria está embargada nos soluços reprimidos, na ética desprezada e ironizada. Mas, creia, Aécio: os patifes não passarão!

SOLIDÃO.


O Armagedom não acontecerá com forças definidas em um determinado campo de batalha. Ele já pode estar ocorrendo na crescente dissolução dos limites entre direitos e deveres, não só entre pessoas, mas sobretudo entre nações. A ameaça do irracionalismo religioso, por fundamentar-se em dogmas irredutíveis, "apoiado" em supostas "revelações" de deuses ou profetas, remete a humanidade à mais absoluta solidão. Somos todos, Hamlet, isolados em solilóquios desesperados. Somente a fé no Princípio Criador, ainda que aos soluços, construirá a ponte ao diálogo, entre os, aparentemente desiguais.

 

UCHO.INFO

Possibilidade de delação premiada de André Vargas deixa Gleisi e o PT do Paraná em pânico.

gleisi_hoffmann_61Fazendo figa – A investigação sobre a atuação de André Vargas nos esquemas investigados pela Operação Lava-Jato voltou para a escrivaninha do implacável juiz Sérgio Fernando Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba. Com isso, a prisão do ex-vice-presidente da Câmara dos Deputados tornou-se uma possibilidade concreta e em crescimento.
Também entrou no radar dos políticos a hipótese de Vargas optar por um acordo de delação premiada, contando tudo o que sabe sobre suas relações com o doleiro Alberto Youssef e de outras figuras importantes do PT, como a senadora Gleisi Helena Hoffmann e o ex-ministro Paulo Bernardo da Silva, com o Petrolão, o maior escândalo de corrupção da história.
Vargas foi coordenador da campanha de Gleisi ao governo do Paraná e financiador de todas as candidaturas da bancada do PT do PT do Paraná. A origem dos recursos precisa ser explicada e pode ajudar sobremaneira as investigações conduzidas pelo juiz Moro.
As informações que André Vargas tem no âmbito da Lava-Jato são inúmeras e muito valiosas. Uma delas, por exemplo, foi adiantada para a revista Veja, em 12 de abril de 2014, quando André Vargas começou a se sentir abandonado pelo casal Gleisi-Paulo Bernardo e sinalizou que poderia falar.
“Vargas insinuou que [Paulo] Bernardo é beneficiário do propinoduto que opera na Petrobras. O ministro, segundo o deputado, seria o intermediário de contratos entre o grupo Schahin, recorrente em escândalos petistas, e a petroleira. Bernardo teria recebido uma corretagem por isso, recolhida e repassada pelo “Beto”. É assim, com intimidade de sócio e amigo, que Vargas trata o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal sob a acusação de chefiar um esquema de lavagem de dinheiro que teria chegado a 10 bilhões de reais. Parte desse valor, como se revelou nas últimas semanas, são as propinas de negociatas na Petrobras”.
Diante da possibilidade de André Vargas decidir pela delação desencadeou um surto de pânico no PT paranaense. Principalmente porque existe um consenso na legenda de que o deputado não deve lealdade aos companheiros. Afinal, foi atirado aos leões, sem maiores deferências, quando o jornal “Folha de S. Paulo” divulgou, em 1º de abril de 2014, sua ligação nefasta com o doleiro Alberto Youssef, de quem foi sócio em um laboratório-lavanderia criado para lesar o Ministério da Saúde.

Contrariando a postura tolerante com companheiros apanhados em situações suspeitas, ou claramente comprometedoras, o agora ex-deputado foi excluído da legenda em rito sumário e não contou com defensores dentro do partido quando teve o mandato cassado.

VALDIRENE

Fernando Gabeira: ‘Valdirene Aparecida’



val
FERNANDO GABEIRA
Os jornalistas, às vezes, chamam a atenção para os nomes estranhos que surgem nos escândalos políticos. Surgiu agora o de Valdirene Aparecida, que, apesar de inadimplente, teria recebido um empréstimo do Banco do Brasil, com dinheiro do BNDES. Os nomes parecem estranhos no noticiário, porque são nomes de batismo, de modo geral, como é comum na Bahia, uma fusão dos nomes do pai e da mãe.
Valdirene, por exemplo, muito provavelmente, é filha de Valdir com Irene. Tornou-se Val Marchiori, participou de um reality show, “Mulheres ricas”, e é apresentada como socialite. Vi alguns fragmentos do reality show. Valdirene não parecia apenas uma mulher rica, mas alguém fugindo intensamente dos hábitos da população mais humilde, marcados inclusive no seu nome composto: Valdirene, de Valdir e Irene, e Aparecida, talvez em homenagem à padroeira do Brasil.

Suas matérias de viagem eram custeadas por ela, que viaja em jatinho próprio. Val ofuscou Valdirene e conseguiu um espaço como apresentadora, repórter, blogueira e celebridade. Além disso, tinha grana para produzir as próprias matérias. Dizem os jornais que Valdirene e Aldemir eram amigos, viajavam juntos, e, juntos, decidiram pelo empréstimo no BB, onde Aldemir era presidente.
Ele é um dos executivos ligados ao PT. Chegou ao máximo da carreira ao ser indicado para a presidência de uma Petrobras em transe. E teve esse caso na vida, uma loira como cliente bancária.
A senadora Marta Suplicy já registrou o problema da cor do cabelo no PT, ao afirmar que havia três candidatas mulheres à presidência, Dilma, Marina e ela. Mas observou que não tinha nenhuma chance, pois era a única loira.
No auge da crise internacional, Lula acusou os loiros de olhos azuis de terem arruinado a economia mundial. Se falou isso é porque, em alguma camada de seu inconsciente, acredita na maldade intrínseca dessa gente branca.
Valdirene também é loira. Sua trajetória de fuga da pobreza e a adoção entusiástica de um consumo de luxo aparentemente são sinais de afastamento da galáxia petista. No entanto, no fundo, têm tanto ela como o PT o mesmo deslumbramento com a riqueza. A passagem de Lula pelo Copacabana Palace, no período eleitoral, mostra que ele tem os mesmos e talvez mais caros hábitos que a própria socialite.
A sensação que tenho é de que Lula gostaria de ter a mesma trajetória de Val Marchiori. Sua fúria contra os ricos e os loiros de olhos azuis esconde um grande desejo de imitá-los.
No Brasil, há quem ganhe Bolsa Família, há quem ganhe bolsa Louis Vuitton do BNDES. A diferença, como tenho acentuado, é o sigilo do BNDES.
Sinceramente, espero que ela não se ofenda, mas a bolsa de Val Marchiori é uma mixaria perto do que os outros ricos empresários estão levando. E revela algo característico da burguesia brasileira, sobretudo aquela que o PT considera a elite do B porque o apoia, incondicionalmente. Eles esbanjam dinheiro.
Val tem dinheiro para viajar no próprio jatinho e financiar suas aventuras jornalísticas. Mas, quando precisa de uma graninha extra, vai ao Banco do Brasil, que, por sua vez, aciona o crédito do BNDES. Os donos da Friboi buscam dinheiro no BNDES e, ao mesmo tempo, destinam R$ 250 milhões à campanha do PT.
A trajetória de Aldemir e Valdirene passaria em branco para mim. Não me importo com a vida dos outros nem me disponho a patrulhar gastos alheios quando não se originam em dinheiro público.
No entanto, há uma trajetória comum dos ricos que orbitam em torno dos governos petistas e bolivarianos. Prosperam num discurso de amor à pobreza, mas, no fundo, querem apenas mais dinheiro.
Valdirene é uma exceção. Nunca a vi elogiar a pobreza, nos poucos minutos em que a ouvi, jamais manifestou amor pelos pobres, algo que é muito comum nos nossos salvadores populistas.
Ao contrário, encarna apenas um espírito elitista, que quer se diferenciar através do consumo de luxo e escolhas sofisticadas.
O PT ama os pobres, tão falsamente como é possível amar os pobres, a Humanidade e outras grandes abstrações.
Mas Valdirene e Lula navegam no mesmo transatlântico de luxo que está se afundando e não nos deixam outra saída, exceto seguir tocando nosso piano, humildemente, enquanto a farsa não se revela em toda a sua amplitude.
O ideal seria tocar a sirene enquanto o drama se precipita sem as máscaras do carnaval. Mas isso é uma tarefa para se pensar na Quarta-feira de Cinzas.
As últimas pesquisas sobre Dilma confirmam minhas intuições de repórter de rua. A confiança está desabando, e o edifício pode cair. Só nos resta repetir em escala nacional o conselho do prefeito do Rio aos moradores de área de risco: acreditem na sirene quando ela tocar.

DIÁRIO DO PODER


O chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, articula para ser o candidato petista à sucessão de Dilma, em 2018, segundo acredita o grupo lulista do PT que abriu guerra contra ele. A pretensão é tão evidente que recentemente, para não cair em desgraça com ele, o ministro Jaques Wagner (Defesa) telefonou-lhe logo cedo, sofregamente, para desmentir notícia de que pretendesse disputar a sucessão de Dilma.

Jaques Wagner jurou a Mercadante que não quer ser candidato a presidente. Mas, como Mercadante, não pensa em outra coisa.
Lula e seus liderados dizem que Dilma só perceberá quando for tarde que a prioridade de Mercadante não é o governo, mas ele próprio.
Responsável pela vitória mais importante do PT, o governador mineiro Fernando Pimentel seria o predileto de Dilma à própria sucessão.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, fez chegar a Dilma que dificilmente o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, seria aprovado para a vaga de Joaquim Barbosa no Supremo Tribunal Federal.

No site de petições Avaaz, que no Brasil é controlado por gente ligada ao PT, o pedido de impeachment de Dilma Rousseff continua ganhando apoio. Faltam pouco mais de 60 mil para chegar a 2 milhões de adesões.

...a relação de enrolados no roubo à Petrobras, fisgados na Operação Lava Jato, até parece lista de chamada da Papuda.


1 de mar de 2015

A SOLUÇÃO É PRENDER O LADRÃO CHEFE DA QUADRILHA. LULLARÁPIO 51

Tem razão o ex-ministro Joaquim Barbosa, ao pedir a demissão do ministro da justiça. O ministro Cardozo, porta- voz dos cumpanheiros, tentando desviar o foco do PTrolão pede que seja investigado o ex-governo de FHC.
Tudo bem, que investiguem todos os ex-presidentes e até o criador da Petrobras, Getúlio Vargas. Podem incluir também o escritor Monteiro Lobato, autor da frase O Petróleo é Nosso.
Agora, manter no cargo um ministro da justiça que conspira com advogados de empreiteiras denunciadas na Operação Lava- jato, é no mínimo debochar do povo brasileiro.


BOMBA,BOMBA,BOMBA.......

O  MOTIVO  DO  PMDB  ESTAR  COM  PROPAGANDAS  COMO  SE  FOSSE  O  "SALVADOR  DA  PÁTRIA".

A Dilma perdeu mais de 25 quilos em aproximadamente 40 dias.
Seria dieta e ginástica? É lógico que não!

Não passa de mais uma mentira plantada para encobrir a realidade.
Mesmo super maquiada, fica claro que o problema é DOENÇA.

O câncer voltou e de forma muita agressiva.
Tratamento tem sido feito nas caladas. O que explica tantos sumiços e "passeios" para Base Naval de Aratu e São Paulo (Sírio Libanês).

Devido agravamento da doença e efeitos colaterais do tratamento, Dilma deverá RENUNCIAR nos próximos meses e Michel Temer assumirá a presidência do Brasil.

Por isso o PMDB está "fazendo críticas" ao governo e buscando demonstrar que “O PMDB sempre vai escolher apoiar o Brasil".
Tentará assumir como boa alternativa para o país, como o partido da ética e do progresso.

E a ideia do Impeachment será enterrada.
Processo de Impeachment não seria bom para o PMDB, já que não há garantias que o processo de impedimento também não recaísse sobre o vice, o que forçaria novas eleições (Art. 81 da Constituição Federal). 

Com a renúncia da Dilma, Temer ficará até 31/12/2018.
Pelo jeito, teremos o terceiro presidente (vice) do PMDB.

Veja nas fotos abaixo a diferenca atual...
Foto de                                                          Evandro                                                          Leite.
Foto de                                                          Evandro                                                          Leite.


·            Os cabelos estão caindo.
  •  
Foto de                                                          Evandro                                                          Leite.

PODE ACONTECER.

DEPENDENDO DE 15 DE MARÇO E DA LISTA DO, LAVA-JATO, ELA PODERÁ FICAR DOENTE (CÂNCER) E SE AFASTAR E/OU RENUNCIAR.

OPINIÃO


Reynaldo-BH: Um pato que rosna é o primeiro sargentão da tropa dos ratos.


REYNALDO ROCHA
Sei de lambe-botas que são capazes de qualquer coisa para agradar ao “chefe”. Seria o caso desse Washington Quaquá? Parece que sim. A nova identidade — dada pelos “cumpanheiros”, creio eu – já retrata a figura: uma risada que se tornou nome! Quaquá (que coisa ridícula esse apelido!) quer calar-nos com porradas. Conta com quem? Com José Dirceu e sua espingardinha de rolha? Ou com os ratos que infestam os gabinetes de Brasília?
» Clique para continuar lendo

ALERTA

Renan Calheiros e Eduardo Cunha se revezam no morde e assopra do PMDB ao governo.

r
Dupla afiada
Afinada, a dupla Renan Calheiros e Eduardo Cunha esta funcionando como um pisca-pisca em relação ao governo: quando um acende, o outro apaga.
Na reunião da cúpula do PMDB com Aloizio Mercadante e Joaquim Levy, na segunda-feira, 23, no Palácio do Jaburu, Cunha defendeu a aprovação do pacote fiscal do governo. Na saída do encontro, de madrugada, Mercadante agradeceu o apoio: “Obrigado por sua posição”.
Renan, que passava na hora da demonstração de gratidão, aproveitou a deixa. “Eduardo, seu apoio realmente foi importante, como um contraponto”, disse Renan. Ou seja, se é um “contraponto” significa que o PMDB pensa de forma contrária ao ajuste fiscal.
Mercadante deve ter entendido o recado. Em outras ocasiões recentes, era Cunha quem batia e Renan quem amaciava.
Por Lauro Jardim

O CERTO É PRIVATIZAR ESSA MERDA QUE A QUADRILHA CRIOU.

Com desvalorização de 85% em quatro anos, Petrobras já vale menos que petrolíferas menores


petrobras
A maior estatal brasileira vale 41 bilhões de reais
Em 27 de setembro de 2010, quando a Petrobras protagonizou uma megacapitalização de 120 milhões de reais, seu valor de mercado era de 270 bilhões de reais. Hoje, vale 15% disso (41 bilhões de dólares).
Pior: vale menos do que algumas petrolíferas de segundo escalão, das quais o leitor nunca deve ter ouvido falar, como Anadarko (43 bilhões de dólares), Occidental (61 bilhões) e ConocoPhilips (81 bilhões de dólares).

A FALIDA CAIXA ECONÔMICA.

Um presente da Caixa para Eike Batista

eike
Eike: parcelamento em quarenta anos
A Caixa Econômica Federal deu um prêmio para Eike Batista: o banco federal entrou, sem necessidade, no processo de recuperação judicial do estaleiro OSX para reaver 1,1 bilhão de reais.
A Caixa, segundo a Lei de Falências, deveria estar blindada porque o pagamento do financiamento estava garantido pela alienação fiduciária de bens da OSX, suficiente para cobrir quase duas vezes o valor da dívida.
Agora, a Caixa vai receber o dinheiro de volta parcelado em quarenta anos – um belo negócio. Toda operação na Caixa foi tocada pelo diretor jurídico Jailton Zanon, indicado por Ricardo Berzoini.
Por Lauro Jardim

SUBINDO,SUBINDO,SUB................ E O POVÃO ALEGRE IGUAL A HIENA.

Conta de luz sobe em média 23,4% a partir de segunda-feira

Aumento vai afetar consumidores de 58 distribuidoras. No Rio, reajuste da Light será de 22,5%. 

BRASIL

Economia


O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, durante entrevista coletiva concedida na sexta-feira, em que anunciou as medidas de ajuste que anularam na prática a desoneração da folha de pagamento para as empresas.
Foto: ANDRE COELHO/Agencia O Globo / Agência O Globo

Após repreensão da presidente, Joaquim Levy reconhece que expressão ‘foi infeliz'

Na sexta-feira, o ministro classificou de 'grosseira' a desoneração, uma 'brincadeira que custa R$ 25 bilhões ao ano sem gerar emprego'
Presidente Dilma Rousseff durante inauguração do Parque Eólico de Artilleros, no Uruguai Foto: MIGUEL ROJO / AFP

Dilma diz que Levy foi 'infeliz' ao atacar a desoneração da folha

Presidente afirma que 'desoneração foi e é importantíssima para o país'

DIÁRIO DO PODER - CLAUDIO HUMBERTO


Embaixador americano em Brasília Clifford Sobel endereçou em 2008 mensagem secreta ao Departamento de Estado dos EUA, “vazado” pelo site WikiLeaks, criticando a lentidão do governo brasileiro na aprovação da lei antiterrorismo. O governo alegava haver risco de enquadrar o Movimento dos Sem-Terra (MST) como grupo terrorista. Sobel não tinha dúvida: Dilma Rousseff foi quem sepultou o projeto.

Adotar legislação antiterror foi compromisso assumido pelo Brasil e uma centena de países, a partir do terrível 11 de setembro de 2001.

No e-mail, especialistas em antiterrorismo dizem que o trabalho do Planalto foi “cortina de fumaça” para fingir que levava o assunto a sério.

O depoimento do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que confessou ter recebido da Odebrecht ao menos R$ 59,8 milhões em propina, motivou apuração especial da força-tarefa da Lava Jato contra a empreiteira baiana. E os resultados estariam na iminência de aparecer, segundo se acredita no Congresso, com devassa e prisão dos principais executivos, incluindo seu presidente, Marcelo Odebrecht.
Segundo Paulo Roberto Costa, a propina rendeu a Odebrecht, em consórcio com a OAS, um contrato de R$1,5 bilhão, em Abreu e Lima.
A Odebrecht foi a empreiteira que mais faturou na era Lula-Dilma: cerca de 53% dos R$ 71 bilhões gastos nos governos petistas.
A eventual prisão de Marcelo Odebrecht preocupa Dilma, que antes o detestava e depois se ligou a ele. É o empreiteiro mais ligado a Lula.

O senador Agripino Maia (DEM-RN), enrolado na Operação Sinal Fechado, ligou para colegas – da oposição e do governo, à exceção do PT – para dar sua versão sobre a confusão. Negou tudo, claro.
As facilidades que Val Marchiori teve no Banco do Brasil viraram piada no Congresso: “A perua era amiga íntima de Aldemir Bendine. “Assim como Rose Noronha era do ex-presidente Lula”, lembra um tucano.

O governo da Espanha deixou claro que não se sente confortável com a designação de Antônio Simões para embaixador em Madri: teme que ele represente o elo de ligação entre a semi-ditadura venezuelana com o partido político espanhol Podemos, de inspiração fascista bolivariana.


No Twitter, internautas alertam para uma “contramobilização” planejada por partidos aliados do governo Dilma para esvaziar a manifestação contra a presidente, marcada para o dia 15. Deve ter confusão.







28 de fev de 2015

O CIRCO CHEGOU!!!








O CIRCO JÁ ESTÁ ARMADO


Meus Amigos!
Tenho certeza que a maioria esmagadora da população esclarecida do Brasil gostaria que a queda da Dilma se desse através de uma intervenção militar. Não uma Intervenção Militar Constitucional como a que prevê o Art. 142 da Constituição.

O que o povo quer na realidade, é que as FFAA assumam o governo do país como fizeram em 1964. Usando um português bem claro, ele quer haja uma ruptura da ordem constitucional, que ela seja posta para fora “na marra”, quer um GOLPE.

INTERVENÇÃO MILITAR CONSTITUCIONAL, não vai acontecer porque a aplicação desse dispositivo constitucional depende de iniciativa da Presidente e de aprovação do Congresso Nacional e eles não vão fazer isso, não vão agir contra seus próprios interesses.

O escândalo da Petrobras e outros que ainda estão para surgir (BNDES), se não acabarem como se diz, em “pizza”, no máximo redundarão em RENÚNCIA da Dilma. Tudo já está acertado, combinado nos mínimos detalhes.

Dilma seguindo orientação do PT continuará negando qualquer participação do Governo “exigindo” que tudo seja apurado nos mínimos detalhes e que os culpados sejam punidos. Enquanto isso todos os membros do Governo ligados ao PT trabalharão por “baixo dos panos” junto aos órgãos do governo (TCU, AGU, etc.) para livrarem a cara das empreiteiras que estão querendo abrir o bico para beneficiarem-se da DELAÇÃO PREMIADA. Tudo será feito já prevendo a futura RENÚNCIA da Dilma, ela será sacrificada, para que entre mortos e feridos salvem-se todos, com apenas pequenos arranhões.

O PMDB que herdará o Governo será obrigado a honrar os compromissos assumidos para poder reinar em paz, caso contrário, o PT colocará sua militância, sua milícia armada nas ruas, como sempre prometeu o que obrigaria o Governo a empregar as FFAA numa INTERVENÇÃO MILITAR CONSTITUCIONAL.
Isso seria um desastre para eles porque suas consequências poderiam fazer a situação fugir do seu controle e passar para as mãos dos militares, que para pacificar o país, poderiam até serem obrigados a romper a ORDEM CONSTITUCIONAL VIGENTE, depondo o governo existente.

 Se isso acontecesse seria o fim para os políticos que não se sabe por quanto tempo, ficariam alijados do poder e perderiam a chance de usufruírem de todas as mordomias e regalias que ele oferece.
INTERVENÇÃO MILITAR CONSTITUCIONAL é tudo quanto eles não querem, o que querem são as FFAA bem longe deles.

O PMDB está ultimando os preparativos da farsa. Vai fazer uma apresentação pomposa na TV agora em março, onde poderá até anunciar um rompimento com a Dilma,  para que tudo pareça verdadeiro. Votará a favor do IMPEACHMENT, mas cumprirá os compromissos assumidos com o PT, que retornará em toda sua glória e esplendor em 2018 com luladrão encabeçando a sua chapa.

Temos que aumentar a pressão para que pelo menos o IMPEACHMENT e a consequente RENÚNCIA aconteçam, caso contrário tudo vai dar em nada, como sempre aconteceu.

Estamos lidando com bandidos, com o crime organizado, não podemos nos esquecer disso.

ELEIÇÃO. RECEBI POR E-MAIL E REPASSO



SE METADE DISSO FOR VERDADE, ESTAMOS BEM PIOR DO QUE TODOS PENSAM
REPASSO. . .

>> GENTE NÃO ESTOU A
CREDITANDO... SE REALMENTE ISSO ACONTECEU NO BRASIL,  ESSAS PESSOAS ENVOLVIDAS PRECISAM SER CONDENADAS A PRISÃO PERPÉTUA...JUNTO COM OS DEMAIS PRISIONEIROS DO BRASIL... NÃO PODE SER PRISÃO DOMICILIAR...
> ELEIÇÕES 2014 DIVULGADO O ESCÂNDALO QUE TODO MUNDO SUSPEITAVA!
>> Talvez, isso explique a razão de Marina Silva ter declarado a seguinte frase:
> Se as pessoas soubessem o que aconteceu nas Eleiçoes de 2014, ficariam enojadas!.
>> Todos os anti-nazistas ficaram chocados e tristes por assistir a maneira como o Aécio perdeu as Eleições. Não deveriam.
>> O que está exposto abaixo é a notícia em primeira mão que está sendo investigada por rádios e jornais de todo o Brasil e alguns estrangeiros, mais especificamente Wall Street Journal of Americas e a VEJA e deve sair na mídia em breve, assim que as provas forem colhidas e confirmarem os fatos.
>> Fato comprovado:
>> O PT COMPROU e VIOLOU as URNAS ELETRÔNICAS. Alguns ministros, Deputados do PT e a Presidenta Dilma foram avisados, às 08:00 do dia 04 de setembro(1 mês antes das eleições), em uma reunião de emergência envolvendo o Sr. José Inácio Lula da Silva (na única vez que o ex-Presidente compareceu a uma reunião no  TSE), a Presidenta Dilma, o Ministro José Dias Tofolli,  o Sr. José Maduro  Presidente da Venezuela, O Sr Gilberto Carvalho,  e o Sr. Ronald Rhovald, representante da OAS. Membros do staff da Presidenta e os e ministros permaneceram em isolamento, em seus quartos ou no lobby do hotel.
> A princípio muito contrariado, o Ministro Tofolli se recusou a violar as urnas eletrônicas por um grande valor em dinheiro. A aceitação veio através do pagamento total de US$7.000.000,00 mais um bônus de US$4.000.000,00 para todos os integrantes da alta corte do TSE , num total de US$ 35.000.000,00 trinta e cinco milhões de dólares) através da empresa OAS.
>> Além disso, cada um dos sete Ministros aceitou um depósito mensal numa off shore nas Maldívias pelos próximos 4 anos nas mesmas
>>> Mesmo assim, o Ministro Luiz Fux se recusou, o que obrigou Lula a afastá-lo e colocar o Ministro substituto Teori Zavascky em seu lugar, dizendo que Fux estava com problemas simples nas costas (em primeira notícia divulgada às 15:30 no centro de imprensa).
>> A sua situação só foi resolvida após o representante da OAS ameaçar denunciar propina paga anos antes para o Ministro, no valor de US$ 30.000 e ainda lhe garantir um depósito vitalício , no valor de US$90.000.,00 (noventa mil dólares) ao longo da sua carreira.
>> Assim, combinou-se que o Aécio seria derrotado durante a apuração das urnas do Nordeste, porém a apatia que se abateu sobre a militância psdbista ante os resultados das pesquisas do IBOPE (também compradas) fez com que Aécio perdesse também em Minas Gerais e em Pernambuco, sem que absolutamente nenhuma violação àquelas urnas fossem feitas.
>> O Sr. Fidel Castro, presidente de Cuba, aplaudiu a colaboração dos Ministros  brasileiros, uma vez que a vitória de Dilma trouxe equilíbrio à América do Sul num momento de crise jamais registrada naquela região, com crescente xenofobia e o reaparecimento do neoliberalismo.
Garantiu, também, a Lula, através de seu filho, Lulinha, que o seu pai teria seu caminho facilitado para ser Presidente em 2018.
> Passem esta mensagem para o maior número possível de pessoas, para que todos possam conhecer a sujeira que ronda a política!

TIC-PAC

Editorial do Estadão: ‘O PAC se esfarela’


Publicado no Estadão
O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) foi criado em 2007 pelos bruxos do marketing petista para ser o nome que resumiria o esforço de desenvolvimento do país na nova era inaugurada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Oito anos depois, às voltas com congelamento de verbas e atrasos nos pagamentos para as construtoras, o PAC se consolida como um dos maiores símbolos do fracasso administrativo dos governos petistas, especialmente o daquela que já foi chamada de “mãe do PAC”, a presidente Dilma Rousseff.
>> Clique para continuar lendo

AUGUSTO NUNES

DIRETO AO PONTO.

Antes de juntar-se à Frente Pró-Ladroagem chefiada por Lula, o veterano da Guerra Fria apoiou o Paraguai na batalha de Itaipu.


FOTO2-334112-2014-09-15-16-49
Lula não foi o primeiro revolucionário bolivariano a enxergar em João Pedro Stédile a sumidade militar capaz de induzir um Winston Churchill à rendição sem luta com meia dúzia de rosnados (e um olhar feroz durante a pausa entre a ameaça medonha e o ultimato). Sete anos antes da beligerância de picadeiro na ABI, também o presidente paraguaio Fernando Lugo vislumbrou por trás do bando aquartelado em barracas de lona preta uma força combatente de meter medo no mais temerário marine americano.
Em janeiro de 2009, o bispo que virou reprodutor de batina escapou por pouco de cair no conto do marechal dos campos. Ainda em êxtase com a chegada ao poder do companheiro Lugo, ocorrida quatro meses antes, e já excitado com os festejos pelo 25º aniversário do MST, programados para quatro meses depois, Stédile lembrou que em dezembro o início da Guerra do Paraguai completaria 145 anos. É muita coincidência para ser apenas muita coincidência, desconfiou o veterano da Guerra Fria.
E se fosse uma mensagem psicografada por Stalin, avisando que um ano daqueles merecia muito mais que as selvagerias de rotina?, intrigou-se. A dúvida acabou parindo a ideia de acrescentar às invasões de fazendas produtivas e aos ataques a laboratórios de pesquisas agrícolas o retumbante recomeço da guerra que se estendeu de 1864 a 1870 — com a novidade que mudaria o desfecho do confronto: desta vez, a Tríplice Aliança não enfrentaria uma nação sem parceiros.
Na maior revanche do terceiro milênio, o Brasil, a Argentina e o Uruguai teriam de enfrentar o exército que, no tiroteio retórico que agitou o saloon da ABI, coube em três falácias agrupadas pelo palanque ambulante. “Quero paz e democracia”, mentiu Lula. “Mas também sabemos brigar”, reincidiu na bazófia. “Sobretudo quando o Stedile colocar o exército dele nas ruas”, sucumbiu ao delírio.
Convém esperar sentado pela tropa pronta para matar e morrer se assim ordenar o  camponês de araque que, como constata o post reproduzido na seção Vale Reprise, só conhece foice de bandeira e imagina que pá é coisa que dá em parreira. Já na segunda semana de 2009, ainda tentando descobrir a diferença entre gatilho e culatra, Stédile comunicou a Lugo que era iminente a execução de duas operações concebidas para inaugurar a troca de chumbo: a tomada das instalações da hidrelétrica de Itaipue e a expulsão dos agricultores brasileiros que vivem e trabalham no Paraguai.
“Nada é mais nacionalista do que defender a soberania de um povo sobre os seus recursos naturais”, explicou o comandante. “Defendemos a soberania de todos os países. Somos contra o imperialismo dos Estados Unidos sobre o Brasil e do Brasil sobre qualquer país da América do Sul”. No século 19, o exército imperial precisou aliar-se a dois vizinhos e lutar durante cinco anos para derrotar um solitário Solano Lopes. Conseguiria a República sobreviver à ofensiva conjunta de paraguaios com trabuco e brasileiros sem terra?
Nunca se saberá. As divisões de Stédile preferiram o sossego das barracas aos perigos e carências das trincheiras que, além do mais, estão fora do circuito abrangido por cestas básicas e mesadas que o governo distribui graças ao dinheiro extorquido dos pagadores de impostos. Nem por isso o marechal perdeu a pose, informa o besteirol protagonizado na ABI pela Frente Pró-Ladroagem. Ele não foi à luta nem mesmo quando Lugo foi liberado pelo impeachment para conviver com a filharada. Mas promete colocar a turma nas ruas se a Polícia Federal e o Judiciário insistirem em cumprir a lei.
Até agora, as organizações criminosas a serviço do lulopetismo contavam com as milícias comandadas por José Dirceu, que só conseguem matar de rir. As tropas do MST são mais perigosas — para os recrutas que as compõem. Se tentar transformar em armas os instrumentos de trabalho que sempre passaram ao largo de colheitas e  semeaduras, o exército de Stédile vai acabar exibindo, depois de uma semana de treinamento, a maior incidência de mutilados de guerra por metro quadrado desde o primeiro confronto armado entre tribos das cavernas.
O comandante Stédile, por exemplo, deve dispensar-se de ensinar como se luta com facão. Pode perder a cabeça, literalmente, no primeiro minuto da aula.

SUBINDO,SUBINDO,SUBINDO,SUB..........

. Foto: Wang Zhao / AFP

Conta de luz sobe em média 23,4% a partir de segunda-feira

Aumento vai afetar consumidores de 58 distribuidoras. No Rio, reajuste da Light será de 22,5% 
A presidente cercada pela imprensa na quinta-feira. Nesta sexta-feira, Dilma disse que não haverá racionamento “porque o sistema de transmissão é robusto” Foto: WENDERSON ARAUJO / AFP/26-02-2015

Dilma diz que aumentos de energia ‘são passageiros’

Presidente, contudo reconhece dependência hídrica.
Linhas de transmissão de energia elétrica. O insumo pressionará a inflação neste ano Foto: Steve Hockstein / Bloomberg

Reajuste da luz já chega a quase 60% em um ano, diz Fecomércio

Segundo entidade, autoridades devem adotar medidas compensatórias. 

LAVA-JATO

Dois executivos da Camargo Corrêa assinam acordos de delação premiadaProcurador-geral da República, Rodrigo Janot Foto: O Globo / Arthur Fernandes

Janot diz que transformou sua casa num presídio

Procurador-geral foi alertado sobre ameaças pelo ministro da Justiça.

Tucanos desconversam sobre lista de corrupção na Petrobras: ‘Pergunte ao Janot’, diz Aécio

Dirigentes do PSDB se reuniram nesta sexta-feira para discutir política econômica do governo.

Fernando Henrique Cardoso em foto do Instagram de Cassio Cunha Lima
Foto: Divulgação

FH reúne cúpula do PSDB e faz meme para Dilma

Ex-presidente entra na brincadeira de ser culpado por petistas por todos erros do governo.

Vista aérea das obras do Parque Olímpico, na Barra: serviços de infraestrutura e construção de parte das instalações esportivas estão sendo realizados por empreiteiras citadas na Operação Lava-Jato
Foto: Ricardo Moraes / Reuters

Conclusão de obras para Olimpíadas está sob ameaça

Sete empreiteiras investigadas aparecem em 11 projetos considerados cruciais para a realização dos Jogos de 2016.

Parede pichada por vândalos no hotel que pertencia ao doleiro Alberto Youssef
Foto: Divulgação / Namídia Comunicação

Hotel que pertencia a Youssef é saqueado e pichado na Bahia

Em paredes escreveram: 'Quem rouba de ladrão tem 100 anos de perdão'